Agendamento de Consultas
11 93032-8159
BUSCA

Infertilidade

Segundo a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, cerca de 8 milhões de brasileiros querem ter um filho e não conseguem. Dentre as causas, pode-se atribuir cerca de 40% como infertilidade feminina, 40% masculina, 10% de ambos e 10% de causas desconhecidas, de acordo com a pesquisa Assisted Reproductive Technology National Summary Report, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

As principais causas de infertilidade na mulher são:

  • Distúrbios hormonais que impedem a ovulação;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Infecção por clamídia;
  • Infecções nas trompas uterinas;
  • Obstrução das trompas uterinas:
  • Problemas no formato do útero, como útero septado;
  • Endometriose;
  • Endometrioma, que são cistos e endometriose nos ovários.

Nos homens, as causas mais comuns são:

  • Uretrite: inflamação da uretra;
  • Orquite: inflamação no testículo;
  • Epididimite: inflamação no epidídimo;
  • Prostatite: inflamação na próstata;
  • Varicocele: veias aumentadas nos testículos.
  • Oligosperma (quantidade baixa de espermatozoides)
  • Astenospermia (alteração da motilidade),
  • Teratospermia (alteração na forma dos espermatozoides)

Fonte: tuasaude.com

Infertilidade

Comportamentos como tabagismo, consumo de drogas, medicamentos e obesidade também podem interferir.

De acordo com Dr. Geraldo Caldeira é essencial que após 1 ano de tentativas de engravidar sem sucesso, o casal procure um especialista para diagnosticar as possíveis causas e, se for o indicado, começar algum tratamento.

“Um caso simples pode ser resolvido com a inseminação artificial, por exemplo, que facilita o percurso do espermatozoide até o óvulo. Os espermatozoides são capacitados e injetados diretamente no fundo uterino no período ovulatório. Em casos mais complexos, pode ser realizada a fertilização in vitro, onde a fecundação ocorrerá em laboratório para posterior implantação do embrião”, explica o médico.

Além dessas possibilidades,outros métodos podem ser considerados para que o casal consiga realizar o sonho de ter um bebê. O diagnóstico da causa da infertilidade, apesar de ser trabalhoso, é muito importante na escolha do procedimento a ser adotado para resolver o problema. Os seguintes exames são obrigatórios:

  • Espermograma
  • Ultrassom pélvico transvaginal;
  • Histerossalpingografia;
  • Perfil hormonal basal com FSH, LH, estradiol, prolactina,progesterona, TSH e T4 Livre (a depender do ciclo menstrual).
  • Avaliação da reserva ovariana: FSH basal,contagem de folículos antrais e hormônio antimülleriano.
  • HSC diagnóstico